sábado, 26 de abril de 2014



RECORDAR ANTÓNIO MOURÃO


António Mourão


Com o nome artístico de António Mourão, António Manuel Dias Pequerrucho,  foi um fadista português.
O autor do conhecido tema “Ó tempo volta para trás”, afastou-se do mundo artístico nos anos 90.

Foi ao cumprir o serviço militar obrigatório que a sua voz começou a dar nas vistas. Passou a cantar, como amador, nas casas de fado de Lisboa.
Em 1964, foi contratado para a Parreirinha de Alfama, casa típica de Argentina Santos onde fez a sua estreia profissional.
A verdadeira notabilidade seria ganha em 1965 através de uma peça de teatro. Na revista “E Viva o Velho”, no Teatro Maria Vitória, interpretou "Oh Tempo Volta Para Trás", da dupla Damas-Paião, que se tornaria um dos maiores êxitos da história da música portuguesa.
Gravou para editoras como a RCA e a Valentim de Carvalho.
António Mourão tornou-se num cantor muito popular, pelo que, de forma natural, percorreu o país e chegou a cantar em vários palcos no estrangeiro, em países como Estados Unidos, Canadá, Austrália, Venezuela, África do Sul, França e Alemanha.
Também gravou outros temas marcantes, de fado e de folclore, como "Os Teus Olhos Negros, Negros", "Chiquita Morena", "Oh Vida dá-me outra vida", "Fado do Cacilheiro" ou "Varina da Madragoa".
Foi o primeiro nome a gravar Carlos Paião num single de 1979.
Apesar de ter sido muito premiado e acarinhado pelo público, António Mourão acabou praticamente por se retirar do mundo artístico nos anos 1990.
O fadista com 78 anos, faleceu a 18 Outubro de 2013, na Casa do Artista, em Lisboa.

FONTE WIKIPÉDIA

Sem comentários:

Enviar um comentário